26/02/09

Aqui há gato!


A Luísa, desafia-me a confessar seis factos verdadeiros, mesmo que semi ficcionados, da minha vida real e três outros desejos completamente improváveis, mas que eu teria gostado de ter vivido.

1- Sou dona de um banco e de uma caixa. Mas invisto no porquinho mealheiro.

2- Um dia um "Ministro sem pasta" pediu-me para lhe comprar uma para os dentes.

3- No St.Christopher's Inn partilhei um quarto com desconhecidos. Fiquei com a chave do quarto desactivada, tive de ir com "roupa menor" e toalha ao ombro à recepção. A recepção ficava no exterior e a um quarteirão de distância.

4- Fui casada com um estudante, depois com um professor, de seguida com um polémico articulista, finalmente com um financeiro. Hoje estou casada com todos eles e com um filósofo de ideias fixas.

5- Numa viagem Londres - Porto, perdi três táxis, uma estação de metro, dois combóios e um avião.

6- Comemorei as bodas de prata no MGM de Las Vegas.

7- A primeira vez que dormi num hostal e partilhei o quarto com desconhecidos foi em 2008.

8- Em 1972, participei no Festival RTP da Canção.

9- Sou arquitecta de profissão, médica e economista em pensamento.

8 comentários:

RAA disse...

Com que música, em 72?

Mike disse...

Tirando o facto de tudo me parecer improvável, arrisco nas mais improváveis: 3, 5 e 7. :)

Luísa disse...

A isto eu chamo uma vida de grande variedade, aventura e emoção, Grande Jóia! Só vejo alguma ficção-ficção nos episódios do Ministro sem pasta (2), porque todos a têm na nossa ficção nacional, da viagem Londres-Porto (5), porque há aí transportes a mais… (é certo que perdidos… hum!) e do Festival da Canção (8), porque, nem em profissão, nem em pensamento, parece ter sido cançonetista. ;-)

Grande Jóia disse...

RAA, 1972 foi um ano em cheio para as mulheres no festival da canção:)

Mike, está muito gelado...mas pode tentar outra vez:)

Luísa, está quente, falhou uma.:)

Mike disse...

Ora, GJ, eu quis evitar o óbvio... e pelos vistos não me dei bem. ;)
Mais uma tentativa: 5, 6 e 7. E agora acertei de certeza. (risos)

Grande Jóia disse...

Mike, meu amigo continua na neve:)
Mas eu vou dizer onde é que está o gato.

A Luísa foi a que melhor interpretou a ficção acertando em duas (2 e 8).;)
RAA,a sua pergunta merece um prémio,porque a menos que eu fizesse parte do coro, era a mais mentirosa de todas. Em 1972 ós concorrentes foram todos homens:))
Mike, não custa tentar e eu não fiz melhor consigo(risos).

1-Verdade. Todos temos um banco de cozinha, uma caixa de bolachas e um mealheiro (pode não ser um porco)

2-Mentira. Apesar de ter havido ministros sem pasta (Alvaro Cunhal foi um deles), tenho pena mas não lhe comprei nenhuma pasta, nem mesmo para os dentes.

3-Aconteceu logo no 1º dia, por nabice minha o que valeu era ser verão, serem 7 da manhã e em Londres ninguém ligar a nada.

4-Verdade de seu nome Sr.Jóia.

5-Verdade. A estação de metro estava fechada para manutenção, 2 táxis passaram e não os apanhei, perdi o comboio para o aeroporto, perdi o avião para o Porto. Tive de apanhar um avião via Lisboa que como chegou atrasado. Não apanhei o 1º táxi da fila e perdi o combóio para o Porto. Consegui no entanto chegar no próprio dia e sem perder as malas...

6- Verdade, foi divertido e americano qb com os filhos e as filhas como acompanhantes e damas de honor.

7- Verdade, quando acompanhei a instalação da minha filha na universidade.E foi por isso que todas as outras aventuras aconteceram.

8- Mentira, mas gostava de saber cantar.

9- Mentira. Neste caso a inversão dos factores é relevante.

Agradeço a participação de todos os amigos.;)

ana v. disse...

Oh, que pena... já não posso apostar! Mas aposto em como o Sr. Jóia é muito interessante! ;-)

Grande Jóia disse...

Que pena eu ter respondido antes da Ana ter apostado. O Sr. Jóia acertou ... (risos).