01/07/09

Acho VI

Acho que os anos são para se festejar. Uma amiga muito querida fez 50 anos há uns meses. Disse que não queria fazer festa mas, nós amigos íntimos, insistimos e aparecemos. Houve bolo e festa campestre.
Bem vinda aos cinquenta, disse-lhe eu. Nem tudo são rosas mas também não é tão mau. Tens é de esperar pelos 54. E o que acontece aos 54, perguntou ela?
E eu respondi-lhe que lidamos melhor com as chatices, cuidamos mais do corpo e da alma, compramos mini-saias, calçamos sapatos confortáveis, estamo-nos nas tintas para o que os outros pensam, organizamos o dia com outro ritmo, valorizamos o tempo, e só ouvimos os ais do parceiro se nos apetecer. Fazemos o que nos dá na gana. Relemos Simone de Beauvoir com os mesmos olhos mas com outro olhar, paramos para pensar, somos mais tolerantes e já não nos aborrece que nos digam que estamos a ficar parecidas com a nossa mãe.

15 comentários:

fugidia disse...

Hummmmm, parabéns?!
(ainda que não seja hoje, cada dia é mais um dia)
:-)))

GJ disse...

Ainda não, Fugidia. Eu sou uma rapariga do mês das vindimas;)
Foi a propósito dos anos da Luísa e de outra amiga.:)))

ana v. disse...

Nem mais, Grande Jóia. Ainda não cheguei aos 54 mas reconheço todos os sintomas, juntamente com as vantagens. Como já disse à Luísa, os 50 fazem-nos ver a vida com outra descontracção. Não tenho reclamações.
:-)

Mike disse...

Aparte as mini-saias, o resto também é válido para os homens? E pode juntar-se a prancha a tudo o resto?

Rita Vasconcellos disse...

ah ah ah
Tal e qual

apoiado!!!!

bj
Rita V.

Luz disse...

GJ
Adorei. Ainda chego aos 54.
mas já me sinto bem assim.

GJ disse...

Fugidia, Ana, Rita, Luz, bem sabia que me iam entender. Mulheres unidas jamais serão vencidas...;)

Aparte as mini-saias? E substituia com o quê? Juntar a prancha? Pleaaase!
Já agora também queria a piscina de água doce e aquecida, não?
Bem, tirando tudo isto, pode ser, Mike. Aplica-se mas tem de ter pelo menos 55, um descapotável, gostar de viajar, não refilar sempre que entrar num restaurante vegetariano e não ter pés de chumbo...(risos)

fugidia disse...

GJ,
o cota Mike ainda não entrou nos 50 mas está quase, quase, quase... e claro, já se sabe, adora viajar e dança muuuiiiito bem!
O problema é que consta que tem um (nem sei se consigo dizer...) um Mercedes-zito (ui, já começando a fugir...) que ele acha que é o melhor do mundo (qualquer dia acrescenta mesmo a peúguinha branquinha... - risos abafadíssimos) e refila que se farta com a comida vegetariana.

Acha que, ainda assim, ele pode ter esperança?!
Ass: jovem fugidia pré-cota
:-))))



Não devemos pensar em anos, GJ; são os dias, um a um, com vontade de os viver assim como diz, que valem, não é mesmo?
:-D

GJ disse...

É mesmo, Fugidia? Nesse caso o Mike não tem hipótese. :)))

Como é um dia de cada vez, e faço o que me "dá na gana", nem sempre vejo o que devia.:(
Que falta de competência, como diria o Mike ou falta de óculos como diria a Luísa, ou apenas falta de tempo como diria a Ana.
;)

Já agora, Fugidia, a menina que sabe tudo de italiano como é que se diz "fazer o que dá na gana"?
Não diga que é Berlusconi...

Ana Paula disse...

Pois...adorei, GJ :)

Também tenho uma amiga que fez 50 há uns poucos meses. Eu ainda não estou lá, mas evidente que vou indo p'ra lá... :)

Se é como diz, e eu acredito, adorei "só faço o que me dá na gana"! É que eu já vou ensaiando isso, cada vez mais!

O texto ficou muito giro e divertido. Deixo um beijinho.

Mike disse...

Por acaso, GJ, já que fala na piscina de água doce e aquecida, até nem me importava. (risada malandra)

Já aos descapotáveis sou mais avesso. A não ser que tenham 2 rodas e grande cilindrada. (risos)

...................................

Fugidia, faça lá o favor de tirar esse "zito" no final da palavra Mercedes. Um Mercedes nunca é "zito", muito menos o meu, ora. Eu cota? Depois venha pedir batatinhas... humprffttt!!!

Luísa disse...

Minha querida GJ, vou aguardar ansiosamente que me aconteçam essas coisas todas. Acho que ainda não fiz a mudança de agulha que me há-de encarrilar. ;-D

fugidia disse...

lolol

Nops, Berlusconi significa outra coisa, acho ;-)

E não sei tudo de italiano; tive é de aprender a falar um pouco para entender o meu pirata quando lhe dá para ser sedutor (no resto do tempo é só charmoso)
:-)))



Mister Mike, eu não peço batatinhas; estou de dieta :-p
(risos abafados)

Mike disse...

... "fare quello che vogliamo", GJ. Pronto, mais uma frase para a Fugidia falar com o pirata dela. :)

ana v. disse...

Acho que o Mike não gosta de descapotáveis porque usa capachinho, GJ... mas não diga a ninguém, que já a peúga branca era segredo... ;-)