25/11/09

Leite Derramado

"Ao passo que o tempo futuro se estreita, as pessoas mais novas têm de se amontoar de qualquer jeito num canto da minha cabeça. Já para o passado tenho um salão cada vez mais mais espaçoso, onde cabem com folga meus pais, avós, primos distantes e colegas da faculdade que já tinha esquecido, com os respectivos salões cheios de parentes e contraparentes e penetras com suas amantes, mais as reminiscências dessa gente toda, até ao tempo de Napoleão"
(Chico Buarque, in Leite Derramado, pp21)

6 comentários:

Luísa disse...

Isso é verdade para mim, GJ, especialmente no plano literário. Tenho muito pouco espaço para acomodar leituras deste século. Mas tenho de rever os parâmetros, urgentemente! ;-D

Dulce Braga disse...

Ruminei essas palavras por alguns dias, enquanto me auto examinava e concluia que devo, pelo menos em alguns setores, tentar manter os dois salões em equilibrio, para não me margear. :)

ana v. disse...

Como eu compreendo o Buarque, GJ!! É que é mesmo isso.

GJ disse...

Luísa, o meu amigo Rui A. continua a ler Robespierre e nem por isso deixa de ser um homem dos nossos tempos:)

GJ disse...

Dulce, estas palavras têm andado comigo e que dificil é ter a resposta equilibrada.

GJ disse...

Ana, confesso que estou com um pé em cada lado da balança, cada vez com maior peso no prato do Buarque.