29/07/10

É o conceito, puxa!

Como o conceito conta, uma oportunidade de ouvir bom fado ou boa guitarra é bem diferente do que ir aos fados num qualquer lugar onde o artista de ocasião se esganiça, e com os trejeitos habituais nos pretende convencer que o que nos impinge, é fado e guitarra portuguesa. Felizmente, sabemos ser criteriosos naquilo que é nosso mas é pena que ainda exista a ideia de que para estrangeiro qualquer coisa serve, se venda gato por lebre a preços de faisão ou ainda que se esfole quem gosta de fado.
Estive recentemente no Clube de Fado onde a boa música se faz ouvir e a guitarra de Mário Pacheco é magistral. Quem lá vai fica com a sensação de espectáculo bem conseguido, mas a conta é pecaminosa e mais para estrangeiro pagar do que para português apreciar. No final da noite é difícil convencer quem paga a factura, que aquele lugar é melhor do que a tradicional casa de fados da rua da Barroca. Se ainda o repasto fosse original, eu e imagino que outros como eu, estariamos perdoados. Não sendo assim, lá terei de arrastar o meu cartão de crédito para cima da mesa na próxima ocasião, e voltar a dizer: ó pá é o conceito, puxa!


Mario Pacheco live in Belem - Despertar da Cidade


Ha Uma Musica do Povo - Mario Pacheco & Mariza

Por outro lado, Ana Moura e Prince fazem títulos e capas a cantar no Meco. Afinal, em que ficamos em relação ao conceito? Bom, lá terei de iniciar tudo de novo. Ó Jóia, tá bem, puxa!



Prince e Ana Moura - Vai dar de beber à dor

5 comentários:

Mike disse...

Ó Colega esqueça lá o conceito que a tradição já não é o que era. ;-)
(Com muita pena minha, é certo) :-)

Dreamer disse...

Gosto da guitarra, mas detesto ouvir fado no meio daquela berraria do 3º video!

GJ disse...

Até as mulheres vão à pesca...;-)

GJ disse...

Dreamer, é o conceito...(risos)

bacouca disse...

GJ
É mesmo GJ!!! O conceito é muito mais importante que a essência.
O fado já foi castiço, verdadeiro. Depois acharam que era reaccionário e decaiu. Agora é moda! Toda a gente canta fado(felizmente que aparece no meio quem o "viva").
Fado só em tasca castiça e à moda antiga, para mim,claro.
beijo