09/09/11

Da arena e da política

O ministro Gaspar não para de dar entrevistas mas nós ainda não entendemos nada. Ou melhor, de tanto visualizarmos é que já não ouvimos. Estando eu há dias muito atenta à sua exposição televisiva, dei por mim a pensar no cavalo do João Moura. É que quando fugia do ferro, fraquejaram-lhe as dianteiras e não só se machucou como atirou com o cavaleiro para o chão. Cenas tristes e que se antecipam.

6 comentários:

Dreamer disse...

Se ele, ao menos, fosse mais rápido a falar... Ou pensará que, a falar daquele modo, nos vai adormecendo para não percebermos o que diz?

Luz disse...

;(

Bacouca disse...

GJ
Acho-o, para já, um ministro honesto e com boas intenções. Realmente no falar é muito comedito e lento. Será isso que lhe dará a credibilidade que eu ainda lhe reconheço? Mas ainda o andor vai no adro...
Beijo

fugidia disse...

Bom, e eu venho aqui lê-la depois de tão afastada da blogo e dou por mim a pensar «é verdade, tenho de dizer à GJ que estive em S. Martinho do Porto há vinte dias e o pirata lembrou, e bem, que é a sua praia!» :-)
Bjs

GJ disse...

E, Fugidia, podia ter deixado aqui uma nota para nos encontrarmos.:)))
E, se me tivesse procurado na praia, tinha-me encontrado. Era uma das maluquinhas que mesmo com chuva vai à praia, com a particularidade deste ano andar com a t-shirt "águas do oeste":D

fugidia disse...

ah ah ah :-)