31/07/10

Livre

Entrei ligeira e saí depressa, não com o ar cansado do costume mas com a andar leve e solto de quem está livre. Entrei no carro, rumei para sul e nunca pensei que a viagem me desse tamanho prazer. Olhei o mar, senti o cheiro, vi a liberdade no pranto, senti o suspiro, as lágrimas correram, e o meu corpo de pele escaldada finalmente, serenou. Voou em liberdade como só o preso deve conhecer e senti que, a partir de hoje não tenho direito a lamentos mas apenas a comemorações. Aos amigos que me acompanharam nestes últimos meses o meu muito obrigada!

8 comentários:

RAA disse...

Boa, GJ!
Um grande abraço!)

Mike disse...

De nada, GJ. Pela parte que apenas a mim toca, queria dizer-lhe que eu é que estou agradecido. Não preciso explicar porquê. Todos nós que a temos lido sabemos porquê, Colega. Obrigado!
(Ainda nos cruzamos em São Martinho) :-D

Dreamer disse...

Boas férias, GJ, que bem merece!

bacouca disse...

GJ
que alegria e felicidade consegui sentir por si! Chorar de alegria é das sensações mais inesquecíveis. Força GJ!!!Começou o 1º dia do resto da sua vida:)))
Eu é que agradeço tê-la "conhecido" e constactar que é especial.
Um beijo com muita ternura e umas óptimas férias!

fugidia disse...

Ok, podemos combinar a jantarada!
:-D

Beijo :-)

ana v. disse...

Tchin-tchin!
Boas férias e muitas comemorações, GJ!
:-D

Dulce Braga disse...

Gj
Iupiiiiii!!!!Ontem no "seu" Porto, lembrei-me muito de você e do qto lhe devo pelo que me deu nos ultimos meses.Obrigada...boas férias!:)

Luísa disse...

Querida GJ, fico muito contente com este ponto final. A vida é assim mesmo, feita de altos e baixos, e espero que o alto que agora se anuncia seja muito, muito alto e muito, muito longo. Um beijo grande! :-)