07/12/10

Qual é o espanto?

No país dos absurdos encontro tema para aqui voltar. Leio que Rui Pedro Soares e Emídio Rangel vão lançar um novo meio de comunicação, com capital aqui do lado. O accionista principal é um apoiante de Zapatero e seu conterrâneo. Nada mais se estranha neste país, e nem mesmo a chegada das eleições, muito a propósito, ou o processo dum deles impede a clareza das notícias que se propõem fazer. Não tenho dúvida que haverá leitores para tal periódico, não penso que seja mais um, será concerteza mais uma cambada deles que sentem necessidade de ter uma voz direccionada, mas pelo menos não enganam ninguém em relação à sua agenda política. Ficamos a saber quem paga e quem lê.

9 comentários:

Luísa disse...

Concordo consigo, GJ: antes assim. Não há dinheiros, nem tempos mal gastos; ninguém vai ao engano. ;-)

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Palpita-me, no entanto, que há por aí gente a esgadanhar-se por um lugarzito no novo título...

RAA disse...

GJ, há que tempos.

GJ disse...

Verdade, RAA! tenho-o visitado em silêncio.
Grande Abraço.:-)

GJ disse...

Carlos, que bom vê-lo por aqui.:-)

GJ disse...

Luísa, a crise não permite que nos enganemos.:-)

Mike disse...

Concordo com a GJ e com a Luísa. Pelo menos sabemos ao que vamos. Sem motivo para espanto, portanto. :-)

GJ disse...

Mike,;)

Austeriana disse...

Concordo com todos :)))