11/07/09

Um pedacinho de Portugal em Bruxelas

A iniciativa tem um ano, é bonita e o "pedacinho" uma ideia dum madeirense radicado na Bélgica com a colaboração da Embaixada de Portugal. Nós importamos couves, Bruxelas importa calceteiros com calçada portuguesa. Não devem faltar casas de portugueses neste quartier tão simpático. E além do mais os portugueses fora de casa são solidários e as couves -de- bruxelas são pequeninas, agarradinhas, com folha entrelaçada. Combinam com várias receitas e ficam bem e elegantes em qualquer prato.

7 comentários:

Rita Roquette de Vasconcellos disse...

Que ideia boa ter colocado aqui esta pequena reportagem.

bj

Rita Roquette de Vasconcellos disse...

Uma 'palma' aos calceteiros de Lisboa!

GJ disse...

A arte de calceteiro tem vindo a ser ensinada aos mais jovens o que é bom. A técnica tem que se lhe diga e o terreno também.

Uma pergunta técnica Rita, a diferença entre o cubo de 5cm e o de 7 cm é mínino mas os arquitectos costumam preferir o primeiro, e muitas vezes ainda sugerem o cubo de 3cm. Quer comentar?:)

Rita Roquette de Vasconcellos disse...

eh eh eh
Minha querida, pergunta dificil porque também está, a escolha, relacionada com o gosto mas o que penso sobre o assunto é:
A dimensão de um pavimento tem sempre que ver com a restante envolvência e com o que se pretende 'dizer', revelar, orientar, traduzir , etc... e acima de tudo -Quem o vai utilizar!

A Calçada pequena exige mais horas de trabalho - logo mais custo de aplicação.
O acabamento da pedra que aparece na obra, também pode definir a escolha. ( mesmo quando pedimos uma calçada como deve ser ... nem sempre vem)

O conjunto da calçada para ser durável tem que ser muito bem aplicada e ter uma boa base, para depois com as primeiras chuvas não começar a ficar aos altos e baixos, quando é aplicado no exterior.

A pergunta não é fácil porque as variáveis são grandes.
À primeira vista podia dizer que o cubo maior aguenta melhor tráfego e que o pequeno é bom para interiores.

No entanto podemos inverter tudo.
A sua pergunta relaciona-se com a escolha de uma calçada mais pequena 'por alguns' arquitectos.... Pode ser que seja por poder-se controlar melhor a sua aplicação em áreas 'caprichosas', sinuosas ou porque podem ser mais delicados!

Pode talvez ser também porque fica mais apertada e ser mais fácil ce controlar!

A calçada grande está muito relacionada com o exterior ( cubos de 10, 11).
A calçada também se pode polir ... Dá um revestimento interessante ( interior)

Resumindo - é tudo uma questão de gosto, mas vai tender a desaparecer fora das zonas históricas. A legislação que regulamenta a acessibilidade não morre de amores pela utilização de calçada!

( oops , foi um pouco longo , no meu português 'rústico' não sei se ajudei muito ) ah ah ah

Sò para acabar, às vezes é interessante mudar os materiais do seu lugar habitual ... :-) deixo-a com esta e se precisar de alguma ajuda... diga!

bj
Rita V

GJ disse...

Ena pá, isto é que foi uma respostaaaaa:)))
Amanhã meto mãos vou à obra e volto;)

Mike disse...

Um pedacinho da vossa aldeia em Bruxelas... (gargalhada contida a custo)

GJ disse...

Da minha terra que a minha aldeia tem granito ...