15/07/09

A dançar o Vira

O "Vira" das comissões de honra começou. Quem o souber dançar melhor vai ganhar. As comissões de honra são assim intituladas por integrarem pessoas que ou representam um grupo, ou se distinguiram na sua área profissional, política ou humanitária, garantem as intenções de quem dança e devem ser conhecidas dos eleitores votantes. E aqui temos um ponto sem nó e um problema de dança. Poucos a sabem dançar apesar de quase todos a conhecerem. Por outro lado muitos sabem que quem a ensina, é por regra, quem vai ao baile desde pequeno. A idade e o espaço favorecem também quem pratica em casa. E mestre Orlandinho há muito que vira e revira pelos salões da cidade do Porto e sem ele não há "Vira" para ninguém.
Na cidade vizinha de Valongo, Maria José Azevedo que também já dança este "Vira" há anos, percebeu que o melhor era não ter par certo e poder escolher, independentemente dos ventos e circunstâncias. E como o seguro morreu de velho, nada como registar o que lhe pertence para reclamar ou rejeitar o que lhe confere o direito notarial.

3 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Parece-me mais um "corridinho" ao tacho...
Depois das férias ( mais ou menos longas) vejo que está tudo na mesma. Ou seja, o país continua dentro da normalidade.

GJ disse...

Tudo normal, Carlos. Nada de novo, excepto as suas músicas com cheirinho a "Ne me quittes pas"!:)

Mike disse...

Tudo normal, mesmo, GJ. O Vira, o Fado, o Corridinho... safa!