19/10/08

Ao Centro e em Aljubarrota

Do centro do país sempre vieram esperanças. Esta é uma zona do país com gente bravia e onde a batalha se ajusta no terreno. Talvez o gosto das lides de touros venha daí e talvez Rio Maior tenha um peso de saída e Aljubarrota seja uma alternativa à saída. Disto isto, deixo a sugestão de uma espaço que provavelmente já existe há muito mas que só agora está devidamente dinamizado. Fica assim um "amor em tempos de cólera", para os próximos dias e fins de semana.

4 comentários:

observador disse...

Isto é muito interessante...será que quer dizer mais alguma coisa?

Grande jóia disse...

Não observador.Estou só a usar um título do Gabriel Garcia Marquez para chegar a Aljubarrota.
Agora se pelo caminho entram uns e saem outros, isso faz parte do enredo:)

ana v. disse...

Boa repescagem do título do Garcia Marquez para este caso, GJ(para mim é o mais notável livro dele, embora eu goste de todos os outros que li). Gostei, e fiquei curiosa de conhecer o espaço.

Grande jóia disse...

Também gosto muito dos livros do Garcia Marquez, especialmente os primeiros escritos à procura do estilo, como "Olhos de cão azul", ou "Ninguém escreve ao coronel".
O que me diz menos é o que lhe deu o Nobel.
O espaço é muito interessante.